Reunião ocorreu na sede do CFM, em Brasília (DF)

A Comissão Médicos de Fronteira – coordenada pela conselheira federal no Acre, Dilza Ribeiro – se reuniu na sede do Conselho Federal de Medicina (CFM), em Brasília, na terça-feira (11). Na ocasião, foi dado prosseguimento aos debates a respeito da criação de uma cartilha sobre a saúde fronteiriça.

Além dos membros da comissão, que é formada por médicos de vários estados do país, a reunião teve a presença de professores de Medicina das universidades federais do Amapá e do Acre e do médico Nelson Neumann, coordenador mundial da Pastoral da Criança.

“Estamos trabalhando em conjunto para realmente podermos fazer uma cartilha sobre a saúde na fronteira direcionada para os médicos que trabalham nesses locais e também em regiões mais remotas do Brasil”, explicou Dilza Ribeiro.

Segundo a coordenadora, o projeto já vem sendo estudado há alguns meses e tem a previsão inicial de ser finalizado em abril de 2019. Temas como saúde mental, indígena, da criança, do idoso e da mulher vão ser abordados no material.

“Os conteúdos são para orientações básicas aos médicos, respeitando a cultura de cada povo. Nós, da Amazônia, entendendo os ribeirinhos, os indígenas, e nos outros estados as peculiaridades do lugar. É um material para o Brasil todo e, por isso, tempos representantes de todos os estados nessa comissão”, acrescentou.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.